JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE ESTUDOS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.
Como saber se não sou uma vitima de Gaslighting?

Será que sou uma vitima de Gaslighting e não sei?

Gaslighting é uma forma de abuso psicológico que pode ser muito difícil de identificar. Pode deixar as vítimas sentindo-se loucas, confusas e questionando a sua própria realidade.

Este artigo tem como objetivo ajudá-lo a entender o que é gaslighting, como reconhecê-lo e como proteger-se dele.

Introdução

Gaslighting é uma forma de manipulação psicológica que busca fazer uma pessoa questionar a sua própria percepção, memória e sanidade.

É uma forma sutil de abuso emocional que pode ser devastadora para a autoestima e a confiança da vítima. O termo “gaslighting” é originado de uma peça de teatro e filme de 1938 chamado “Gas Light”, onde um marido manipula sua esposa para acreditar que ela está ficando louca.

Entendendo o que é Gaslighting

O gaslighting é um comportamento manipulativo que faz a vítima questionar a sua realidade. Isso pode incluir a negação por parte do abusador de eventos que realmente aconteceram, a distorção de fatos e a insistência de que a vítima está errada ou se lembrando incorretamente de eventos. O objetivo do gaslighting é ganhar poder e controle fazendo a vítima duvidar de si mesma.

As Origens do Termo “Gaslighting”

O termo “gaslighting” é derivado do filme de 1944, “Gaslight”, onde o personagem principal, interpretado por Ingrid Bergman, é manipulado pelo marido para acreditar que está perdendo a sanidade.

Ele faz isso através de uma série de pequenas ações, como diminuir o brilho das luzes de gás na casa e depois negar que a luz mudou quando sua esposa o questiona.

Gaslighting: Abuso Emocional e Psicológico

Gaslighting é uma forma de abuso emocional e psicológico. O abusador usa uma variedade de técnicas manipulativas para fazer a vítima se sentir insegura, confusa e questionando a sua própria realidade.

Isso pode deixar a vítima se sentindo isolada, ansiosa e depressiva. O abuso pode ser tão sutil que a vítima pode não perceber que está sendo manipulada.

O Modus Operandi do Gaslighting

O modus operandi do gaslighting é fazer a vítima questionar a própria percepção da realidade. Isso é geralmente feito através de uma série de negações, distorções e mentiras.

O abusador pode negar que certos eventos ocorreram, distorcer a verdade para se adequar à sua narrativa, e insistir que a vítima está errada ou se lembrando incorretamente de eventos.

Exemplos Comuns de Gaslighting

Existem vários exemplos comuns de gaslighting. Isso pode incluir situações onde o abusador nega que um evento ocorreu, mesmo quando há evidências claras de que ele aconteceu.

Outro exemplo é quando o abusador distorce a verdade para se adequar à sua própria narrativa. Isso pode deixar a vítima confusa e questionando sua própria memória.

Como o Gaslighting afeta a Autoestima

Gaslighting pode ter um impacto severo na autoestima de uma pessoa. Isso pode fazer a vítima se sentir insegura, confusa e questionando sua própria realidade.

Como resultado, a vítima pode começar a duvidar de si mesma e de suas habilidades para tomar decisões. Isso pode levar a um sentimento de impotência e a uma falta de confiança em si mesma.

Reconhecendo os Sinais de Gaslighting

Os sinais de gaslighting podem ser sutis e difíceis de identificar. Alguns dos sinais mais comuns incluem se sentir constantemente confuso, questionando sua própria memória e percepção, sentindo-se constantemente em dúvida, tendo dificuldade em tomar decisões e sentindo-se constantemente na defensiva.

Lidando com o Gaslighting no Relacionamento

Lidar com o gaslighting em um relacionamento pode ser extremamente desafiador. É importante reconhecer que você está sendo vítima de gaslighting e não culpá-la por isso. Busque apoio de amigos, familiares ou um profissional de saúde mental. Estabeleça limites com o abusador e se necessário, considere deixar o relacionamento.

Estratégias para se Proteger do Gaslighting

Há várias estratégias que podem ser usadas para se proteger do gaslighting. Isso inclui confiar em sua própria percepção e memória, manter um registro de eventos e conversas, estabelecer limites com o abusador e buscar apoio de amigos, familiares ou um profissional de saúde mental.

Buscando ajuda Profissional contra o Gaslighting

Se você acredita que está sendo vítima de gaslighting, é importante buscar ajuda profissional. Um terapeuta ou conselheiro pode ajudá-lo a entender o que está acontecendo e fornecer estratégias para lidar com o abuso. Eles também podem fornecer o apoio emocional que você pode precisar durante esse tempo difícil.

Em conclusão, o gaslighting é uma forma de abuso emocional e psicológico que pode ser extremamente prejudicial para a vítima. É importante reconhecer os sinais de gaslighting e buscar ajuda se você acredita que está sendo vítima disso. Com o apoio adequado, é possível restabelecer a confiança em si mesmo e começar a curar.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE ESTUDOS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site utiliza cookies e tecnologias relacionadas, conforme descrito em nossa  política de privacidade, para fins que podem incluir operação do site, análises, experiência aprimorada do usuário ou publicidade.
Criado por WP RGPD Pro